Responsável por supermercado é indiciado por vender produtos atingidos pela enchente

Responsável pelo estabelecimento teria reaproveitado produtos e itens de limpeza atingidos pela enchente e disponibilizado aos clientes.

Publicado em 22/09/2020 - 10:05    |    Última atualização: 22/09/2020 - 10:05
 

MANHUMIRIM (MG) – A Delegacia de Polícia Civil de Manhumirim concluiu, nesta segunda-feira (21/09), o inquérito policial que indiciou um dos responsáveis de um supermercado na cidade de Manhumirim. O estabelecimento estava reaproveitando produtos da enchente de janeiro deste ano.

As investigações tiverem início no final de janeiro, quando houve uma fiscalização da Vigilância Sanitária do município. Naquela ação, foram recolhidos diversos produtos e itens de limpeza com resquícios de lama provenientes da enchente que atingiu a cidade de Manhumirim. Também foi realizada a interdição do estabelecimento.

Segundo o Delegado de Manhumirim, Glaydson de Souza Ferreira, o supermercado já havia sido alvo de uma denúncia realizada junto a Vigilância Sanitária de que estariam lavando produtos contaminados pela enchente.  Durante as investigações, foram realizadas perícias, oitiva dos investigados e juntados aos autos relatório da Vigilância Sanitária e demais atos de polícia judiciária.

O inquérito concluiu quem um responsável de fato pelo estabelecimento teria reaproveitado produtos e itens de limpeza atingidos pela enchente e disponibilizado aos clientes. Foi indiciado por crime contra as relações de consumo.

Outras duas pessoas deixaram de ser indiciadas em razão da insuficiência de elementos que comprovem a responsabilidade penal pelo fato.  O inquérito foi remetido para a Justiça para as providências devidas.

Do Portal Caparaó.


  • Plano Assistencial Familiar Vida

    Rua João Alves de Barros, 277
    Centro - Espera Feliz - MG

    (32)3746-1431

    Plantões
    (32) 98414-4438 / (32) 98414-4440

Clique aqui e veja mais