Moradores fecham BR-116 depois de mais uma morte em acidente

Magno Fernando Martins, 41 anos, morreu num acidente na BR-116, em Dom Corrêa (distrito de Manhuaçu), no inicio da noite desta quarta-feira, 10. Ele conduzia uma moto e colidiu de frente com caminhão. Moradores fizeram um protesto e fecharam a rodovia por três horas. De acordo com informações de testemunhas, Magno seguia numa moto Honda […]

Publicado em 11/10/2012 - 09:12    |    Última atualização: 11/10/2012 - 09:12
 

Magno Fernando Martins, 41 anos, morreu num acidente na BR-116, em Dom Corrêa (distrito de Manhuaçu), no inicio da noite desta quarta-feira, 10. Ele conduzia uma moto e colidiu de frente com caminhão. Moradores fizeram um protesto e fecharam a rodovia por três horas.

De acordo com informações de testemunhas, Magno seguia numa moto Honda CG, por um dos acessos de Dom Correa à BR-116. Quando chegou na rodovia, ele entrou na pista e colidiu frontalmente com um caminhão Mercedes Benz, placa JEV 1717, de Itarema/CE.

Magno e a motocicleta foram arrastados por vários metros. O lavrador teve o corpo dilacerado no acidente e morreu no local.

PROTESTO

Moradores fecharam a rodovia em protesto por mais de 3 horas. Depois de muita negociação com a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, a pista foi liberada.
Ficou acordado que uma comissão de moradores e representantes estarão se reunindo com as autoridades para adotar um solução para amenizar o problema do local.

O morador João Batista Dornelas diz que a comunidade quer apenas preservar vidas: “Num período de menos de um ano foram seis mortes num trecho de quinhentos metros na entrada da nossa comunidade. Queremos apenas que nossos amigos, familiares e trabalhadores não morram nessa estrada mais”, afirma.

O bombeiro Sargento Cleiton conta que ficou acordado dos moradores e lideranças se reunirem para buscar providências junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). “Eles querem uma sinalização melhor e até um redutor eletrônico de velocidade. Estamos orientando que façam mobilizações junto às autoridades e não apenas fechem a rodovia”, afirmou.

APOIO

O líder comunitário João Amâncio de Faria diz que buscará apoio também de lideranças políticas. “Mantive contato com o prefeito eleito Nailton Heringer e com deputados para nos ajudarem a mobilizar a comunidade, solicitar uma audiência no DNIT e em outros órgãos. Isso não pode continuar assim”, declarou.

O líder da manifestação Antônio Romão argumenta que o prazo é de 30 dias para alguma providência começar a ser tomada. “Queremos uma sinalização melhor e algum mecanismo para obrigar os motoristas a reduzirem a velocidade. São trechos de reta que os motoristas chegam aqui a 120, 130 quilômetros por hora. Se não nos atenderem, vamos fechar a estrada de novo”, avisa.

O vereador eleito de Dom Corrêa, Francisco de Oliveira (Chiquinho), diz que medidas urgentes precisam ser tomadas. “Isso se tornou uma prioridade para Dom Corrêa. Cansamos de ver famílias chorando seus familiares por causa dessa estrada sem nada que faça os carros reduzirem a velocidade”.

Jailton Pereira – portalcaparao@gmail.com


  • Plano Assistencial Familiar Vida

    Rua João Alves de Barros, 277
    Centro - Espera Feliz - MG

    (32)3746-1431

    Plantões
    (32) 98414-4438 / (32) 98414-4440

Clique aqui e veja mais