Gustavo Almeida

Este é um artigo ou crônica pessoal de Gustavo Almeida.
Não se trata de uma reportagem ou opinião do Portal Espera Feliz.

Afinal, gente boa também mata?

O "cidadão de bem" se choca quando alguém lhe aponta o dedo e diz que ele pode causar tanto estrago quanto um bandido.

Como já é de costume, as redes sociais brasileiras se escandalizaram com algum assunto. O desta semana foi a campanha “Gente boa também mata”, lançada pelo Ministério dos Transportes. A ação visava alertar para acidentes de trânsitos que podem ser causados por “pessoas de bem” num momento de descuido.

Veiculada desde o final do ano passado, a campanha vem recebendo inúmeras críticas e atingiu seu ápice de polêmica nesta semana. No vídeo e nos cartazes, a campanha traz frases como “Quem planta árvores pela cidade”, “Quem faz trabalhos voluntários”, “Quem resgata animais na rua” e “O melhor aluno da sala” com o complemento “pode matar”. (Assista ao vídeo).

Como já era de se imaginar, o “mi mi mi” contra e a favor tomou conta das redes, culminando num recuo do governo, que decidiu tirar parte da campanha do ar.

Mas, afinal de contas, qual o grande problema com esta campanha? Gente boa não mata?

Você pode acusar a campanha de ter mau gosto, de ter uma mensagem confusa ou de ter sido mal executada. OK. Não sou publicitário para julgar estes aspectos. O problema é que a grande maioria das críticas não vieram destes pontos de vista!

Alguém que achou a mensagem confusa – e por consequência não a entendeu – não tem do que se queixar. Mau gosto até pode ser criticado, mas o “gosto”, como já diziam meus amigos de infância, é igual o órgão excretor: cada um tem um. E má execução, de novo, não creio que todo mundo que está criticando seja perito em marketing e/ou publicidade.

Até mesmo uma possível ambiguidade do texto não foi o ponto central das lamúrias. Veja que se você entender a palavra “pode” como “está autorizado a”, a campanha na verdade se torna o oposto do que deveria. Ela passa a dizer que alguém que é gente boa tem autorização para matar.

Mas até se este fosse o foco principal das reclamações, não passaria de uma idiotice preciosista. Qualquer retardado sabe qual dos dois sentidos a campanha deseja empregar à frase.

O que incomodou os “cidadãos de bem” (sempre responsáveis pelas revoltas virtuais) foi alguém lhes apontar o dedo e falar: você pode, sim, matar alguém no trânsito, mesmo sendo uma pessoa legal.

Claro que eu entendo esta indignação. Eu sou um cara legal, honesto e trabalhador. É chato alguém chegar e dizer que eu posso ser um assassino.

É chato, mas não é mentira! Eis a questão. A população brasileira – sobretudo esta que habita os textões de Facebook – se ofende demais. E nem vou entrar no mérito do politicamente correto extremista, que tão mal tem feito às pessoas. Vou focar no básico e superficial. Basta dizer “umas verdades” que logo aparecem vários ofendidos. As pessoas na internet viraram bebezões que não aceitam nenhuma crítica e tudo querem se queixar pra mamãe.

Críticas e exposições da realidade são muito bem vindas, desde que se apliquem ao outro e não a mim.

Quer um exemplo similar a este? Imagine que esta campanha, ao invés de trânsito, fosse contra a violência gerada pelo tráfico. Agora imagine que as frases fossem: “Quem compra maconha do amigo também mata”, ou “Quem fuma um baseado ‘inofensivo’ também mata”.

Pense bem: você acha que haveria essa indignação toda contra uma campanha dessas? Tenho certeza que não!

– “Ah, mas maconheiro é bandido… É diferente!”

Eis a explicação para a indignação do “cidadão de bem”. Ele não aceita a verdade que ele possa causar um mal tão grande – ou até maior – do que aquele indivíduo que ele considera um bandido. Choca. Ofende. Então ele faz beicinho e se revolta na internet.

A campanha é ruim? Mal feita? Mal pensada? Pode ser que sim… Mas sua premissa é irretocável! É verdadeira. E é necessário que se diga!

GENTE BOA TAMBÉM MATA, SIM!

Por Gustavo Almeida.

Siga o Gustavo Almeida no Facebook.

Sobre Gustavo Almeida

Gustavo Almeida é estudante de Direito, microempresário, programador (mas não é NERD!) e, nas horas vagas, publica suas opiniões sobre assuntos diversos, mesmo que ninguém tenha perguntado ;-P


Paulo Faria

Depressão: como eu lido com ela (e o que você deveria saber)

Você acorda, e a pior sensação é a de abrir os olhos. Você não entende o porquê de estar vivo. Você não quer estar vivo.

Cultura

Lançamento de “Uísque Barato”, novo single da banda Help Rock, de Espera Feliz

Num bate-papo descontraído, os integrantes da banda esperafelicense Help Rock falam sobre sua atuação na cena roqueira da região da Serra do Caparaó, projetos futuros e do lançamento de seu novo single, “Uísque Barato”.

Publieditorial

MGT SUPER TROCA desafia a concorrência com o melhor preço em troca de óleo, acessórios automotivos e baterias na região de Espera Feliz

Confira alguns preços: · Troca de óleo com filtro Fiat Uno e Palio Fire a partir de R$ 75,00; · Troca de óleo com filtro Onix a partir de 117,00; · Palhetas de Chuva a partir de R$ 10,00.

Arte

Colégio Portal do Saber apresenta IV Literando

Espetáculo enaltecerá a cultura nacional e o que cada região tem de único.

Farley Rocha

O forasteiro de primavera

Disposto a ganhar de assalto os espaços da cidade e impor a quem quer que fosse sua personalidade marcante, o forasteiro seguiu pela rua do centro...

Paulo Faria

Lula, o sociopata

O homem que se iguala a Jesus cristo, mas que ao sair da cadeia ignorou sua esposa, irmão e neto mortos, e que só gosta de cadáveres quando dá pra subir em cima para fazer comício, transformou a si mesmo num zumbi apodrecido que só consegue arrancar aplausos de plateias amestradas.

Acidente de trânsito

Motorista embriagado causa acidente no centro de Espera Feliz

Ele teria batido na traseira de outro veículo.

Cultura

Encenação da ‘Paixão de Cristo’ de 2020 será no Parque de Exposições

Além da mudança de local, evento trará atores de renome nacional e novas atrações para o público.

  • MARIA DE LURDES DA SILVA
    conhecido como DONA LURDES

    ✰20/04/1953     ✞08/12/2019

    O corpo está sendo velado no(a) CAPELA SAO VICENTE DE PAULA EM CAIANA e será sepultado às 16:00 horas do dia 09/12/2019 no cemitério SAO JOAO BATISTA, em CAIANA

  • Plano Assistencial Familiar Vida

    Rua João Alves de Barros, 277
    Centro - Espera Feliz - MG

    (32)3746-1431

    Plantões
    (32) 98414-4438 / (32) 98414-4440

Clique aqui e veja mais

Portal Espera Feliz