Farley Rocha

Este é um artigo ou crônica pessoal de Farley Rocha.
Não se trata de uma reportagem ou opinião do Portal Espera Feliz.

O amigo que se vai

O amigo que se vai nos deixa muito mais que uma palavra, uma história ou um aperto de mãos.

Publicado em 26/12/2019 - 22:07    |    Última atualização: 26/12/2019 - 22:07

(À memória do professor Sidinho)

Quando um amigo se vai, o espaço vago que fica no lugar é maior do que a capacidade que temos para sentir. Porque quando um amigo se vai, junto com ele também se vão o pai atencioso, o marido amoroso, o filho carinhoso, o irmão afetuoso, o tio cuidadoso e mais uma dezena de gente contida em uma mesma pessoa.

Mas quando um amigo que se vai é professor, são seus alunos que talvez melhor compreendam o tamanho da perda. Porque na frente da classe, a figura do professor não deixa de representar um pouco a figura do pai (e da mãe), do filho, do irmão, do tio e, claro, do amigo.

E quando o amigo professor que se vai leciona Matemática, sua história fica ainda mais cristalizada na memória dos estudantes. Pois para quem calcula com facilidade, a sensação é a de ter recebido do mestre as chaves para desvendar mistérios; já aos que não racionalizam o mundo pelo viés das ciências exatas, permanece viva na lembrança a paciência que só matemáticos têm para ensinar números.

Fosse o amigo que se vai professor de Artes, veríamos suas lições no desenho que as nuvens rabiscam no céu. De Física, suas aulas continuariam na extensão da pele ao sentirmos o calor do sol. De Português ou Literatura, poemas seriam declamados quando víssemos no horizonte o raiar da lua. Mas sendo ele professor de Matemática, basta-nos apenas uma noite clara, pois cintilando oculto na escuridão do Cosmos, o amigo estará nos contando estrelas.

Embora o amigo que se vai prossiga irremovível de nossa essência, persisti-nos o pesar pelo amigo não mais poder brilhar os olhos com a beleza do mundo, não mais dar risadas com os amigos que ficam, não mais aquecer o abraço da pessoa amada, não mais vibrar com conquistas que o futuro trará aos filhos, não mais retribuir com simpatia o humor dos que não estejam no melhor dos dias.

Contudo, ainda que o amigo que se vai apague consigo o universo que erigiu, permanecerá em nós a parte do nosso universo que sua amizade, dia após dia, nos ajudou a construir. O amigo que se vai nos deixa muito mais que uma palavra, uma história ou um aperto de mãos. Se não somos incólumes à despedida, porque haveríamos de ser intactos ao seu convívio?

E é justamente isto o que fica depois que prematuramente se vai um amigo: a saudade de tudo que poderia ter sido, o sentido de um conselho nos momentos difíceis, a piada atravessada nas conversas informais, o cumprimento forte no começo de cada dia e o até logo animado no final de cada tarde. Porque se o destino e o acaso não tivessem nos permitido, seríamos menos nós mesmos se nunca tivéssemos nos conhecido.

Pois o amigo quando é amigo nos contagia de humanidade, respeito e carinho. Através dele é que sentimos mais leve o peso da vida e aceitamos melhor as lágrimas da partida. E do pai, do filho e do marido que juntos compõem a imagem do amigo, despedimo-nos com a tristeza da perda, mas também com a alegria de termos coexistido.

Por isso, o canto vazio deixado quando se vai um amigo não significa ausência, mas um espaço preenchido por lembranças como um rastro inesquecível de luz que um dia, em vida, nos iluminou a presença do amigo.

Por Farley Rocha.

Sobre Farley Rocha

Farley Rocha é professor, fã do Radiohead e do Seu Madruga. Já plantou uma árvore, escreveu um livro e edita o blog http://palavraleste.blogspot.com


Autores convidados

Urbanidades: o tão antigo novo vírus

Texto escrito por Dione Afonso.

Coronavírus

Muriaé já tem 3 casos confirmados de Covid-19

Outros 85 casos são considerados suspeitos.

Coronavírus

Espera Feliz tem 7 casos suspeitos de Covid-19

Um caso suspeito já foi descartado.

Arma de fogo

Polícia apreende arma de fogo em Caiana

Proprietário informou da arma à polícia e pediu que ela a recolhesse.

Coronavírus

Primeiro caso suspeito de Coronavírus testa negativo em Espera Feliz

Cidade ainda tem mais cinco casos suspeitos.

Pricila Magro

Em tempo de isolamento, respeite meu exílio

Eu não quero terminar os projetos inacabados, nem mesmo criar novos.

Coronavírus

Em novo decreto, prefeitura de Espera Feliz volta a fechar comércio local

Somente comércios considerados essenciais poderão funcionar.

Coronavírus

Morador de Manhuaçu é diagnosticado com Coronavírus

Embora seja morador, o paciente não está no município de Manhuaçu.

Coronavírus

Muriaé tem primeiro caso confirmado de coronavírus e prefeitura suspende reabertura do comércio

Paciente é uma mulher de 50 anos e o quadro é estável.

Coronavírus

Prefeitura de Espera Feliz libera abertura do comércio

Decreto manteve restrições somente para alguns tipos específicos de negócios.

  • Plano Assistencial Familiar Vida

    Rua João Alves de Barros, 277
    Centro - Espera Feliz - MG

    (32)3746-1431

    Plantões
    (32) 98414-4438 / (32) 98414-4440

Clique aqui e veja mais

Portal Espera Feliz