Tragédia na 116: Corpos começam a ser identificados

MANHUAÇU (MG) – Foram divulgados novos dados sobre os mortos no acidente perto de Leopoldina, na tarde desta segunda-feira, 29/07. A colisão de uma carreta bitrem carregada com combustível e cinco veículos deixou famílias de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro enlutadas. Nesta terça-feira, começaram a ser identificados os ocupantes de cada veículo. Além […]

Publicado em 30/07/2013 - 22:09    |    Última atualização: 30/07/2013 - 22:09
 

MANHUAÇU (MG) – Foram divulgados novos dados sobre os mortos no acidente perto de Leopoldina, na tarde desta segunda-feira, 29/07. A colisão de uma carreta bitrem carregada com combustível e cinco veículos deixou famílias de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro enlutadas.

Nesta terça-feira, começaram a ser identificados os ocupantes de cada veículo. Além de Celina Aparecida Mateus e da filha dela Helena Fernandes Mateus, que são de Simonésia, durante a noite foi confirmada que a carreta bitrem era de Manhuaçu. O corpo do motorista Balbino Caetano Vieira, 43 anos, morador em São Pedro do Avaí (distrito de Manhuaçu) foi localizado carbonizado seis horas depois do acidente.

Responsáveis pela empresa para a qual ele trabalhava acompanharam os trabalhos. Na manhã desta terça, os irmãos do caminhoneiro foram até Leopoldina. José Geraldo, Cristiana e Fábio Júnior disseram que souberam às 22h30, pois um dos irmãos – motorista de viagem – gosta de ligar para saber como está na estrada e o telefone só caia na caixa postal, já havia ocorrido o acidente. Viram pela TV e em seguida o patrão foi conferir, passando para a família o triste acontecimento. De uma família de oito irmãos, Balbino era casado e tinha três filhos.

O advogado Dângelo Maurício acompanhou os familiares de Simonésia. Além de Celina e Heloísa, que são primas dele, o marido de Celina e um amigo estavam no carro. Sofreram queimaduras e estão internados em Juiz de Fora (MG).

Continua após a publicidade...

“Nós da região de Manhuaçu e Simonésia estamos aqui porque ficamos consternados com a tragédia. Pedimos que a sociedade conclame as autoridades que coloquem radares onde precisa, e não apenas nas retas. Coloquem em locais críticos e não de forma que

Casal sobreviveu a tragédia e conta que viu cenas assustadoras

visam apenas a arrecadação, ao invés de salvar vidas. Perdi minha prima e com sua criança de apenas 40 dias de vida”, disse o advogado.

VARGEM ALEGRE

Outro detalhe divulgado nesta terça, é que num outro carro estavam cinco estudantes universitárias de Medicina. Elas tinham participado da Festa do Arroz, em Vargem Alegre (região de Caratinga) e voltavam para Volta Redonda (RJ).

Morreram na hora Mariana Mascarenhas Pereira, de 23 anos, de Volta Redonda; Elisa Dias da Costa, de 25, natural de Vargem Alegre (MG); e Ana Paula Ruy Cotrin Araújo, de 24 anos, natural de Cruzeiro (SP). Está internada, na Casa de Caridade de Leopoldina, Mariana Gomes Porto dos Santos, de 24 anos, natural de Taubaté (SP). A quinta passageira Laiz Laiane de Souza Junqueira, de 22 anos, natural do Rio de Janeiro, foi levada para o Hospital São Salvador, em Além Paraíba. Ela sofreu escoriações e fraturou costelas, segundo a família.

O Instituto Médico Legal de Leopoldina informou que o reconhecimento dos corpos precisará ser feito por exame de DNA. A universidade decretou luto oficial de três dias. Elas estavam no último período do curso.

Continua após a publicidade...

SOBREVIVENTES

Apesar de abalados com a cena de terror presenciada na tragédia da BR-116, Alexandre Gadelha Coimbra, 27 anos e Luana Fernandes Teixeira, 25 anos, estão bem, sofreram apenas lesões leves.

Em entrevista à reportagem do site Silvan Alves ele relata: “Vimos de perto toda a tragédia, algo nunca visto por nós. Estava no acidente porque voltávamos de Natividade-RJ onde trabalha minha namorada. Na hora do acidente tirei o carro da direção daquela cena horrível e graças a Deus deu para passar. A gente está bem, tudo vai melhorar. Presenciamos coisas horríveis, explosão direto, vi pessoas correndo queimadas, algumas pessoas tentando ajudar e levando os feridos para Além Paraíba e outras pra cá (Leopoldina). Nunca passei por isso. Ficou agora uma nova vida, uma nova chance pra gente”.

MORRERAM: 01. Balbino Caetano Vieira, 43 anos – motorista da carreta; 02. Motorista do GM Corsa, placa de São José dos Campos-SP, não Identificado; 03. Mariana Mascarenhas Pereira, 25 anos; 04. Ana Paula Ruy Cotrim Araújo, 24 anos; 05. Elisa Dias da Costa; 06. Helena Fernandes Mateus, 01 mês de idade; 07. Celina Fernandes Mateus; 08. Morto não Identificado; 09. Morto não identificado.

SOBREVIVENTES: 01. Alexandre Gadelha Coimbra, 27 anos – motorista do Fiat Uno, Lesões Leves; 02. José Adão Batista, 57 anos – motorista do Eco Sport; 03. Bruno Antônio Sena Saffe, 30 anos – motorista do Ford Focus – Lesões Graves; 04. Marta da Silva Fernandes, 48 anos, Lesões Leves; 05. Luana Fernandes Teixeira, 25 anos, Lesões Leves; 06. Lays Layane Cardoso Junqueira, 20 anos, Lesões Graves; 07. Maria Lúcia dos Reis Souza, 61 anos, Lesões Leves; 10. Sidney Batista Pereira, 21 anos, Lesões Leves; 11. Adriana Faria Braga, 20 anos, Lesões Leves; 12. Leia Rosa Batista, 56 anos, Lesões Leves; 13. Renato Faria Mateus, 29 anos; Lesões Graves; 14. Mariana Gomes Porto dos Santos, 24 anos, motorista do Hyundai/HB20.

Carlos Henrique Cruz – Com informações do site Silvan Alves


  • SRª GERCY LIMA DA SILVA

    ✰01/01/1937     ✞29/11/2021

    O corpo está sendo velado no(a) CAPELA MORTUÁRIA DO PLANO VIDA COM INICIO AS 09:00HS DA MANHA DO DIA 30/11/2021 e será sepultado às 14:00 horas do dia 30/11/2021 no cemitério SÃO JOÃO BATISTA, em ESPERA FELIZ

  • Plano Assistencial Familiar Vida

    Rua João Alves de Barros, 277
    Centro - Espera Feliz - MG

    (32)3746-1431

    Plantões
    (32) 98414-4438 / (32) 98414-4440

Clique aqui e veja mais