Pais são presos suspeitos de envolvimento no estupro da própria filha

A criança, de 7 anos, está internada na Santa Casa de Guaçuí.

Publicado em 22/06/2016 - 10:25    |    Última atualização: 22/06/2016 - 10:25
 

Um casal de lavradores foi preso pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira (21), na localidade de Santo Antônio, zona rural de Divino de São Lourenço, suspeito de estupro da filha de apenas sete anos. A menina está internada na Santa Casa de Guaçuí desde a última quinta-feira (16).

De acordo com informações do delegado José Maria Simão, responsável pelo caso, a mãe, de 40 anos, foi presa por omissão. O pai de 45 anos é o suspeito do crime. Ele nega as acusações e disse que não sabe quem fez isso com a filha. Eles tiveram a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do município.

No último dia 14, a menina passou mal e a mãe a levou até o Pronto Atendimento de Divino de São Lourenço. Lá, a médica que a atendeu desconfiou do abuso e acionou o Conselho Tutelar do município. No dia 16, depois de contar aos conselheiros sobre o abuso, a menina foi levada até a Delegacia. “Durante o depoimento, ela disse que um ‘tio’, um amigo da família, teria cometido o crime. Ouvimos os pais e eles contaram que deixaram um senhor passar a noite na casa, e ele apontou uma arma para os pais e cometeu o crime”, comenta o delegado. A menina foi encaminhada para exames no Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, que confirmou o estupro.

Nas investigações, o então ‘suspeito’ foi identificado pela polícia. Na manhã desta terça-feira (21) ele foi localizado e levado até a Delegacia para prestar esclarecimentos. Ele negou todas as acusações e disse que não tinha feito nada com a criança.

REVIRAVOLTA

Ao tomar conhecimento da identificação e localização do provável suspeito, a mãe da menina acabou confessando que ela foi estuprada pelo próprio pai. “Os abusos aconteciam há mais de um ano e ela disse que nunca denunciou por medo do companheiro. A menina foi induzida por ele a contar a versão de que outra pessoa teria cometido o crime”, completa o delegado.

Durante o tempo em que manteve relações sexuais com a filha, o lavrador passou doenças sexualmente transmissíveis. Com um quadro de infecção por bactéria e febre, a menina foi encaminhada para a Santa Casa de Guaçuí, onde permanece internada. O laudo do SML aponta que ela, provavelmente, contraiu herpes bacteriana. O pai apresenta histórico de doenças venéreas.

Ainda segundo a polícia, os médicos da Santa Casa contaram que proibiram a entrada dos pais no local, a pedido da própria criança, que se escondia quando eles chegavam.

O pai foi encaminhado ao Presídio de Xuri, em Vila Velha, e a mãe foi levada para o Presídio Feminino de Cachoeiro de Itapemirim. A mãe contou que mora com o pai da menina há 10 anos e ela é filha única do casal. Após receber alta no hospital, a criança será encaminhada para a Casa Lar até que a Justiça decida com quem ficará.

Do PanoramaES.


  • Plano Assistencial Familiar Vida

    Rua João Alves de Barros, 277
    Centro - Espera Feliz - MG

    (32)3746-1431

    Plantões
    (32) 98414-4438 / (32) 98414-4440

Clique aqui e veja mais