Farley Rocha

Este é um artigo ou crônica pessoal de Farley Rocha.
Não se trata de uma reportagem ou opinião do Portal Espera Feliz.

Crônica de Ano Novo

Da descoberta primitiva do fogo à invenção sofisticada da pólvora, é o tempo o senhor dos homens e do universo.

Publicado em 13/01/2020 - 15:29    |    Última atualização: 13/01/2020 - 15:29

Há três semanas, os integrantes da banda Help Rock me encomendaram um texto para a abertura do show de réveillon no Rancho Pico da Bandeira. Para quem não esteve presente na festa, segue abaixo o resultado.

(p.s. O último parágrafo é baseado na letra de Tempos Modernos, do Lulu Santos, já que foi esta a primeira música do show)

Crônica de Ano Novo

Desde que se fez da escuridão, luz, e do silêncio, som, a existência das coisas é a matéria do tempo. A vida fossilizada na superfície dos séculos, a história estampada na porosidade da pele e as explosões de estrelas que já morreram são meios que o tempo encontra para dizer a que veio: implacável demolidor de futuros, inevitável construtor de passados.

Da descoberta primitiva do fogo à invenção sofisticada da pólvora, é o tempo o senhor dos homens e do universo, esta máquina de transformar dias em noites, cidades em ruínas, mares em desertos. Mas como somos nós a consciência que o tempo tem de si mesmo, tentamos instintivamente controlá-lo com as rédeas da razão como se amansássemos o coração de um animal selvagem.

Fabricamos relógios, calendários e estações, inventamos escalas, números e ponteiros num esforço descomunal para se compreender o tempo. Mas fotografias que fazemos, histórias que escrevemos e aniversários que contamos não passam de obsoletos artifícios humanos para tentar contê-lo. De resto, tatuado na memória acumulada de nossas lembranças, fica-nos apenas o mapa do que vivemos na linha do tempo desenhada em nosso peito.

Por isso, na impossibilidade de desacelerar seu curso ou de recalcular a rota de sua trajetória incerta, que pelo menos façamos do tempo pincel e tinta na aquarela da vida, dos minutos versos nos poemas da alegria, das horas pássaros sobrevoando encantos, dos dias árvores desfolhando sorrisos e dos anos sóis iluminando eternidades.

Porque não há tempo que volte. Assim como não há hoje que se repete. Que a cada instante, vivamos tudo que há pra viver. E, para isso, que possamos nos permitir… neste novo ano prestes a acontecer.

Por Farley Rocha.

Sobre Farley Rocha

Farley Rocha é professor, fã do Radiohead e do Seu Madruga. Já plantou uma árvore, escreveu um livro e edita o blog http://palavraleste.blogspot.com


Autores convidados

Urbanidades: o tão antigo novo vírus

Texto escrito por Dione Afonso.

Coronavírus

Muriaé já tem 3 casos confirmados de Covid-19

Outros 85 casos são considerados suspeitos.

Coronavírus

Espera Feliz tem 7 casos suspeitos de Covid-19

Um caso suspeito já foi descartado.

Arma de fogo

Polícia apreende arma de fogo em Caiana

Proprietário informou da arma à polícia e pediu que ela a recolhesse.

Coronavírus

Primeiro caso suspeito de Coronavírus testa negativo em Espera Feliz

Cidade ainda tem mais cinco casos suspeitos.

Pricila Magro

Em tempo de isolamento, respeite meu exílio

Eu não quero terminar os projetos inacabados, nem mesmo criar novos.

Coronavírus

Em novo decreto, prefeitura de Espera Feliz volta a fechar comércio local

Somente comércios considerados essenciais poderão funcionar.

Coronavírus

Morador de Manhuaçu é diagnosticado com Coronavírus

Embora seja morador, o paciente não está no município de Manhuaçu.

Coronavírus

Muriaé tem primeiro caso confirmado de coronavírus e prefeitura suspende reabertura do comércio

Paciente é uma mulher de 50 anos e o quadro é estável.

Coronavírus

Prefeitura de Espera Feliz libera abertura do comércio

Decreto manteve restrições somente para alguns tipos específicos de negócios.

  • Plano Assistencial Familiar Vida

    Rua João Alves de Barros, 277
    Centro - Espera Feliz - MG

    (32)3746-1431

    Plantões
    (32) 98414-4438 / (32) 98414-4440

Clique aqui e veja mais

Portal Espera Feliz