Vereador, ex-vereador e empresários são alvos de buscas e apreensões em Espera Feliz

Publicado em 31/10/2018 - 10:43    |    Última atualização: 01/11/2018 - 14:54

Ministério Público estaria investigando irregularidades em licitações.

No início da manhã desta terça-feira (30) a Polícia Militar de Espera Feliz, juntamente com o Ministério Público, realizou uma operação denominada “Alvíssara” e cumpriu vários mandados de busca e apreensões na cidade. Segundo informações, o Ministério Público investiga irregularidades envolvendo licitações e contratações do município.

A operação foi acompanhada pelo Promotor de Justiça, Dr. Vinicius Bigonha, e teve como alvo o ex-vereador Oziel Gomes da Silva, o atual vereador Elcio Gomes de Souza, e também o empresário Elizeu Gonçalves Santana. Empresas ligadas aos envolvidos também foram alvos dos mandados de busca e apreensão.

O texto continua após a publicidade...

DOCUMENTOS E EQUIPAMENTOS APREENDIDOS

Na casa do ex-vereador Oziel a polícia apreendeu um notebook, um tablet, dois pendrives, três aparelhos celulares e diversos papéis e documentos. Em seguida as buscas aconteceram no escritório comercial do ex-vereador, onde também foram apreendidos diversos documentos, um aparelho celular, um pendrive e um computador.

Na casa do atual vereador, Elcio Gomes, a polícia apreendeu dois aparelhos celulares, um notebook, dois pendrives e vários papéis e documentos.

Em buscas efetuadas na empresa de Elizeu Gonçalves, uma concessionária de veículos, a polícia apreendeu dois computadores, um notebook, três aparelhos celulares, dezessete mil reais em dinheiro, documentos e um carimbo do cartório oficial do registro em nome de Jorge Luiz Moreira dos Santos, oficial do registro civil de Caiana.

Um outro empresário é citado nos registros policiais mas não há informações de buscas e apreensões envolvendo-o.

PREFEITO MUNICIPAL SE MANIFESTA

No final da tarde desta quarta-feira (31) o prefeito municipal João Carlos Cabral se manifestou através de uma nota de esclarecimento. Nela o prefeito informou que, após tomar conhecimento de que fornecedores do município eram alvos de uma investigação, procurou espontaneamente o Ministério Público para se informar sobre os fatos e, na ocasião, deixou as dependências da prefeitura à disposição dos órgãos de justiça para terem livre acesso, se precisarem, além de se colocar à disposição para fornecer quaisquer documentos que sejam necessários aos esclarecimentos dos fatos.

Da redação do Portal Espera Feliz.

Deixe seu comentário