>>>54.156.32.80

Deputado de Muriaé aparece na lista de doações da JBS

Publicado em 24/05/2017 - 10:31    |    Última atualização: 24/05/2017 - 10:31

Renzo Braz teria recebido R$ 600 mil para sua campanha de 2014.

Renzo Braz (PP), deputado federal natural de Muriaé, aparece na lista de beneficiários de doações da JBS. Segundo os delatores Joesley e Wesley Batista, Renzo teria recebido R$ 600 mil.

Os irmãos Batista, controladores da JBS (maior empresa de proteína animal do mundo e protagonistas da delação premiada que abalou o governo Temer), entregaram à Procuradoria Geral da República (PGR) uma lista com os nomes de políticos que teriam recebido doações do grupo empresarial nas eleições de 2014.

Na lista são citados 28 políticos mineiros, sendo 25 deputados, o governador Fernando Pimentel (PT), os senadores Antonio Anastasia (PSDB) e Aécio Neves (PSDB). O levantamento foi divulgado na segunda-feira (22) pelo site Congresso em Foco.

Renzo Braz nega envolvimento com a empresa

Em nota, o deputado muriaeense negou qualquer envolvimento com a JBS e afirmou que as doações que recebeu durante a campanha de 2014 foram devidamente declaradas e aprovadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Quero deixar claro para a população que não recebi doação da JBS. Eu recebi doações do Diretório Nacional do Partido Progressista (PP). Durante a campanha eleitoral de 2014, o PP, no qual sou filiado, recebeu doações de diversos grupos empresariais brasileiros, incluindo a JBS. Ressalto que nunca tive nenhum relacionamento com a JBS e nunca fui citado em delação de qualquer empresa. Além disso, todos os repasses do PP foram feitos por transação bancária e devidamente declarados na prestação de contas da minha campanha e na do partido, sempre obedecendo os trâmites legais. Meu objetivo na política é promover desenvolvimento para o país. Estou na vida pública para combater a corrupção e representar todo cidadão de bem”, disse o deputado na nota.

Veja a lista de doações da JBS a políticos mineiros

Adelmo Carneiro Leão (PT) R$ 15,3 mil
Ademir Camilo (PROS) R$ 98 mil
Aelton Freitas (PR) R$ 700 mil
Aécio Neves (PSDB) R$ 30,4 milhões
Antonio Anastasia (PSDB) R$ 3,9 milhões
Bilac Pinto (PR) R$ 300 mil
Diego Andrade (PSD) *
Dimas Fabiano (PP) R$ 900 mil
Eduardo Barbosa (PSDB) R$ 84
Fernando Pimentel (PT) R$ 5,98 milhões
Gabriel Guimarães (PT) R$ 28,9 mil
George Hilton (PRB) R$ 13 mil
Jô Moraes (PCdoB) R$ 13 mil
Laudívio Carvalho (PMDB) R$ 11 mil
Lincoln Portela (PR) R$ 1,5 milhão
Luis Tibé (PTdoB) R$ 528,4 mil
Luiz Fernando Faria (PP) R$ 1 milhão
Mário Heringer (PDT) R$ 210
Patrus Ananias (PT) R$ 91,5 mil
Reginaldo Lopes (PT) R$ 392,9 mil
Renato Andrade (PP) R$ 630 mil
Renzo Braz (PP) R$ 600 mil
Rodrigo de Castro (PSDB) R$ 10,9 mil
Saraiva Felipe (PMDB) R$ 6,7 mil
Stefano Aguiar (PSB) R$ 120 mil
Toninho Pinheiro (PP) R$ 500 mil
Weliton Prado (PMB) R$ 102,1 mil
Zé Silva (SD) R$ 100 mil

Com informações do Guia Muriaé.

Deixe seu comentário