Café de Espera Feliz vence concurso de qualidade dos cafés de Minas Gerais de 2018

Publicado em 04/12/2018 - 11:29    |    Última atualização: 04/12/2018 - 11:37

Josias Gomes, do município de Espera Feliz, venceu na categoria Natural.

Josias Gomes campeão na categoria Natural

Espera Feliz foi representado, mais uma vez, em importante concurso cafeeiro. É o que mostra o resultado final do 15º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais, que este ano elegeu como campeões estaduais de 2018, dois cafeicultores da Zona da Mata: Josias Gomes, do município de Espera Feliz, na categoria Natural e Wallace Ferreira Pedrosa, do município de São Francisco do Glória, que concorreu na Categoria Cereja Descascado/Desmucilado ou Despolpado.

Os produtores Josias e Wallace fazem parte dos 20 finalistas da competição. Além dos campeões estaduais, o concurso também premiou os três melhores cafeicultores de cada uma das regiões produtoras de Minas Gerais. O anúncio foi feito em solenidade realizada nesta segunda-feira (03), na sede da Emater-MG, em Belo Horizonte, onde os finalistas de cada região e os vencedores estaduais receberam certificados e troféus

O texto continua após a publicidade...

“Nos últimos anos, os cafeicultores da região das Matas de Minas modificaram a cultura de produção, o que resultou num produto de altíssima qualidade, de padrão superior aos de outras regiões. Temos outras regiões já consagradas como Cerrado Mineiro e Mantiqueira de Minas (microrregião do Sul de Minas), mas a entrada das Matas deverá tornar Minas Gerais o principal produtor de cafés especiais do Brasil e do mundo, com a qualidade igual aos produzidos na África, Colômbia e América Central”, explicou o coordenador do concurso e gerente regional da Emater-MG, em Guaxupé, Willem de Araújo.

Para os vencedores estaduais a conquista representa o reconhecimento de anos de aperfeiçoamento na cafeicultora. Segundo Josias Gomes, atendido pela Emater-MG desde 1977, agora a sua vida só vai melhorar. “É a melhor vitória que tive na minha vida. Trabalho só com minha família, genro e filho”, ressaltou. Gomes tem propriedades cafeeiras em Minas Gerais e no Espírito Santo.

Governador prestigia evento

Presente na cerimônia de premiação do concurso, que este ano fez parte das comemorações pelos 70 anos da Emater-MG, o Governador Fernando Pimentel agradeceu as equipes da Emater-MG e da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. E ressaltou os bons resultados alcançados pelo setor da café no estado. “A cada ano nossos produtores mostram mais empenho, talento e bons resultados. Temos procurado reforçar esses valores que são preciosidades para Minas e o café é uma delas.  Minas é a maior província cafeeira do mundo. Mas não importa ser somente maior quantitativamente. É preciso melhorar qualitativamente. Esse foi um bom ano para o café mineiro. Minas têm muito potencial e pujança na sua agricultura, no agronegócio, na produção familiar”.

Já o presidente da Emater-MG, Glenio Martins, chamou a atenção para o papel da Empresa. “Esse resultado se deve ao carinho, ao cuidado e atenção que a Emater-MG tem dado ao produtor mineiro. “A qualidade do café passa pelo grão, mas também pelo correto beneficiamento, o cuidado com o pós-colheita. A cafeicultura tem tido toda a atenção da Emater-MG, inclusive com o programa CertificaMinas Café, onde a gente trabalha as boas práticas de produção, a sustentabilidade e a gestão das propriedades.”

O Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais que é considerado o maior do país, contou neste ano com 1892 inscritos, das quatro regiões produtoras de Minas Gerais: Cerrado Mineiro, Chapada de Minas, Matas de Minas e Sul de Minas. A lista dos selecionados pode ser conferida no site www.emater.mg.gov.br .

A competição é promovida pelo governo estadual, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Emater-MG, em parceria com a Universidade Federal de Lavras (Ufla), Instituto Federal de Educação, Ciência e tecnologia do Sul de Minas e a Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe).

Deixe seu comentário